A POESIA COTIDIANA DE HERENA

Escritora mineira, do Vale do Jequitinhonha, retrata suas experimentações de vida nos versos, prosas e melodias que derrama.

Não sou eu. É a riqueza das palavras. E muito amor. Sou apaixonada. Pela vida, pelas pessoas, pelas histórias, pelas relações, pelos momentos, pelas possibilidades, pelas sensações, pelo divino, pelo humano, pela cultura. E pelas letras. Escrevo desde que me lembro. É minha forma de sentir e guardar o mundo. Escrevo versos, escrevo histórias, escrevo solto. Possuo algumas composições musicais. A minha poesia não tem ciência, nem métrica, nem pretensão. A minha poesia é apenas sincera.

46246759_257868741508378_652554705496021

Ainda, tudo que escrevo é urgente e se não tragar, ou me tragar, morre. Ou morro.

A poesia de Herena é construída como uma catedral, com colunas sonoras sustendo no alto um mágico domo de cores e de imagens vivas. Em sua poesia, o som, a cor e as imagens eclodem ao mesmo tempo, fundindo-se em seus mais variegados matizes; formando um lampejante afresco de beleza e harmonia.

Robson Waite

 

Herena nos brinda com uma obra madura, telúrica por algumas vezes, e plena em lucidez e equilíbrio. O mundo hodierno, a existência humana em pleno encanto e desencanto,  uma convicção poética filtrada em uma sensibilidade instantânea, numa dicção pessoal e que surpreende pela magia das palavras e pelo toque sedutor, tudo é expresso em seus textos.

Thonny Barcelos



 

MEUS LIVROS

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom

Baixe De

Outras Terras

em Mim