• Herena

10/100 com JOTA NERIS

Atualizado: 2 de Mai de 2019



Das 100 perguntas enviadas, responda às 10 que mais ajudam a identificar o poeta Jota Neris.


01 – O que é poesia para você?

É a criança atrevida, irreverente, ousada... que insiste em viver dentro de nós. É a parte mais pura e gostosa, mais instigante e criativa que existe no íntimo do nosso ser, se não a descobrimos dentro de nós, jamais a veremos em lugar algum.

02 – Como você vê a literatura do Vale do Jequitinhonha hoje?

O Vale do Jequitinhonha hoje e desde o início de sua trajetória tem uma literatura muita expressiva e característica, riquíssima em significados e peculiaridades. Pela sua vasta diversidade, eu não diria que os escritores do Vale apresentam um estilo único e definido. Para a emancipação da literatura valina carece de uma melhor mobilização e organização na captação de recursos orçamentários para eventos culturais que divulguem, premiem com justiça e incentivem as produções literárias, despertando novos literatas.


03 – Quantos livros publicados?

São dezoito publicações, sendo quatorze em sistema de coletânea e quatro obras “independentes”. “10Contos desencontros” é a obra “independente” mais recente.

04 – Deixe algum recado para os poetas iniciantes:

Caro poeta, a arte de poetizar é para poucos; muitos sonham, pensam, imaginam..., mas poucos ousam externar o sentimento intrínseco que brota da alma. Poetizar é contemplar a vida e encarnar em bom tom o verbo que encanta e cadencia os dias. Nunca pare de teimar em cantar a grandeza da vida e enxergar o mundo com a magia de um olhar apaixonado, somente um olhar carregado de sentimentos consegue cativar e contagiar outros corações. Escreva sempre que a vontade aparecer, nunca deixe para retomar uma ideia, ela jamais lhe chegará da forma original. Na maioria das vezes uma ideia deixada de lado nunca lhe retorna. Acorde cedo, nas madrugadas (melhor ainda), durma tarde (não durma se for preciso), mas nunca procrastine a arte de escrever.

05 – Qual escritor do passado ou do presente, gostaria de convidar para um café?

João Guimaraes Rosa, Cora Coralina, Machado de Assis, José de Alencar, Monteiro Lobato, Érico Veríssimo, Mário Quintana, Patativa do Assaré, Cláudio Bento, Juarez Freitas, Herena Barcelos, Norbélia Neris...


06 – Já foi homenageado?

Sim. Várias vezes. Já fui homenageado em Aracatu, minha terra natal, Vitória da Conquista, Mata Verde, Divisópolis, Rubim... me sinto homenageado toda vez que alguém pede a declamação ou leitura de um poema ou demonstra interesse pelas minhas letras.


07 – Tem alguma personagem favorita na literatura?

Tenho várias: Capitu (Dom Casmurro), Visconde de Sabugosa (Sitio do Pica-Pau Amarelo), Aurélia Camargo (Senhora), Riobaldo Tatarana (Grande Sertão Veredas), Chico Bento (Turma da Mônica), Breu (10Contos desencontros), Zeca Diabo (O Bem-Amado), Caneta Molequinha (A Caneta Molequinha), Ulisses (Odisseia) ...

08 – Lembra do seu primeiro poema?

Sim. O título era “Jesus Cristo”, mas o meu texto mais marcante foi alguns anos depois, já no início da adolescência, “A fé e a namorada”. Li na igreja, em casa, todos gostaram, fui presentado por um cunhado que o levou para o trabalho e o datilografou, foi fantástico ver minhas letras reproduzidas por uma máquina. Lembro exatamente o teor de cada palavra. Ah, como eu queria ter aquele textinho novamente em minhas mãos!

09 – Sua família o encorajou?

Sim, muito, desde as minhas primeiras letrinhas e até hoje. Sempre fui incentivado e motivado por familiares, amigos e o público em geral.

10 –

Ler é indispensável para escrever bem?

Com certeza. A leitura é alimento para a escrita, ajuda a dar mais sustentação e inspiração. Um bom escritor é antes de tudo um bom leitor.


Nascido no sertão baiano, Jota Neris reside hoje em Mata Verde. É professor, membro da Academia Conquistense de Letras, graduado em Normal Superior e Letras, pós-graduado em gestão Educacional. Tem seus poemas publicados em várias revisas e jornais brasileiros e em alguns livros, além de inúmeros trabalhos em coletâneas e antologias literárias.

Confira o blog do poeta: https://informacaotecnolog.wixsite.com/jotaneris

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo